A Justiça Eleitoral condenou nesta sexta-feira (1º) quatro vereadores de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, a cinco anos e quatro meses de prisão em regime semiaberto. A decisão do juiz Ricardo Coimbra também determina a perda dos cargos na Câmara de Vereadores.

Jorge Rangel (PTB), Kellinho (PR), Linda Mara (PTC) e Thiago Virgílio (PTC) são suspeitos de participar de um esquema de compra de votos envolvendo o programa social Cheque Cidadão nas eleições municipais do ano passado, investigado pela Operação Chequinho. A decisão é em primeira instância e os vereadores podem recorrer da condenação em liberdade e nos cargos.

Segundo a denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE), o grupo trocava votos pela inclusão de eleitores no programa. Kellinho, Linda Mara e Thiago Virgílio chegaram a ser presos pela Polícia Federal em 2016. A defesa dos políticos informou que vai analisar a decisão e recorrer nas instâncias superiores.

Comente com o seu Facebook
COMPARTILHAR