Justiça absolve Tralli e Globo em ação movida por policial militar

O jornalista César Tralli, 48, e a TV Globo venceram um processo movido por um policial citado em uma reportagem veiculada pelo SPTV.

A reportagem falava sobre uma investigação da Corregedoria da Polícia Militar que relacionava um grupo de policiais ao tráfico de drogas. Foram presos 12 homens do 50º Batalhão. Ao comentar a reportagem, Tralli disse: “É ótimo que a própria PM corte na carne esses péssimos policiais, policiais bandidos na verdade”.




O policial autor do processo foi solto logo após a reportagem e não chegou a ser indiciado formalmente. No documento, ele alegava que o apresentador “feriu a sua honra” ao chamar policiais ainda não condenados de bandidos e pediu uma indenização no valor de R$ 100 mil.

O juiz, no entanto, entendeu que “quando a mídia presta informação revestida de interesse público, ainda que acompanhada por comentários de alerta à sociedade, não é possível falar em ofensa à honra”.A decisão ainda cabe recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.