Jojo Todynho é a grande vencedora de A Fazenda 12

A cantora Jojo se sagrou a grande campeã de A Fazenda 12 (Record) na noite desta quinta-feira (17) e levará para casa R$ 1,5 milhão. No momento do anúncio, a funkeira ficou de boca aberta e sem acreditar. A disputa foi contra Lipe, Stéfani e Biel.

“Para quem achou que iria sair no primeiro mês, isso foi uma superação para mim”, disse ela que superou seis roças para chegar à grande decisão.

- Advertisement -

A noite começou com a eliminação do primeiro peão, ou seja, da revelação do quarto colocado. E foi Lipe. “Chegar até aqui eu não imaginava”, disse ele que vai pedir a namorada em casamento como prometido dentro do reality.

Em seguida, Marcos Mion anunciou que Stéfani havia ficado em terceiro lugar. “Muito obrigada, estou grata e feliz de ter chegado entre os três finalistas. Era meio óbvio”, disse. Com o resultado do segundo lugar, Biel levou para casa um carro novo. Foram mais de um bilhão de votos, o equivalente a 100.000 votos por segundo. Recorde total da edição.

Durante a quarentena imposta pela pandemia, os realities shows tiveram excelentes índices de audiência, principalmente os de confinamento. No primeiro semestre, o Big Brother Brasil 20 (Globo) bateu recordes e terminou como a terceira edição mais vista nos últimos dez anos na Grande São Paulo. Agora, é a vez de A Fazenda 12 (Record) encerrar com a terceira maior audiência desde a estreia do formato, em 2009.

No confronto direto (às terças e quintas-feiras), a atração da Record superou a audiência da nona temporada do reality The Voice Brasil em nove oportunidades, mesmo número de vitória do programa comandado por Tiago Leifert.

A carência de entretenimento do público durante a pandemia é um dos fatores que fez com que os índices de audiência da Record tivessem um desempenho melhor neste ano, avalia Marcos Mion, que comanda a atração desde 2018. E a emissora, diz o apresentador, apostou nisso, sem medo de enfrentar todo o protocolo exigido para evitar a contaminação pelo coronavírus.

Os 20 participantes foram pré-confinados por oito dias antes de entrarem na sede de A Fazenda, localizada em Itapecerica da Serra (Grande São Paulo). Eles também passaram por uma série de exames. Na estreia, a Record decidiu colocar a plateia dentro de bolhas espalhadas pelo cenário para recepcionar os artistas e evitar contato e possível disseminação da Covid.

“Também encaro essa repercussão como a resposta do povo brasileiro para um grupo enorme de pessoas, de profissionais da TV, que se uniu, encheu o peito de coragem e o corpo de boa vontade. E, no meio de uma pandemia, levar entretenimento para tanta gente que está em casa à noite em diferentes graus de sofrimento neste ano de 2020”.

A comemoração também se refere ao desempenho superior desta edição em comparação com a de 2019, que encerrou com a pior audiência -8 pontos de audiência da Grande São Paulo (cada ponto do Kantar Ibope equivale a cerca de 73 mil domicílios).

O sucesso do programa levou a Record a prolongá-lo, no meio do caminho, por mais uma semana. Em vez dos 94 dias previstos, a atração terá 101 dias –a mais longa duração de um reality do gênero no país. Antes dessa decisão, a Globo havia anunciado que o BBB 21, que começa em 25 de janeiro, terá cem dias.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.