IMTT notifica empresas e recolhe ônibus circulando com janelas fechadas

Em virtude da Portaria publicada na terça-feira (17) pelo Instituo Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), de enfrentamento ao coronavírus – que, entre outros pontos, orienta a redução do número de passageiros dentro dos coletivos e indica que os mesmos devem circular com as janelas abertas – fiscais do Instituto retiraram de circulação nesta quarta (19) veículos com janelas travadas.
Em publicação no Diário Oficial, a Portaria do IMTT reduziu em 50% a capacidade de lotação do sistema de Transporte Coletivo Convencional de Passageiros e com operação somente com veículos em que seja possível destravar e abrir as janelas, garantindo a plena circulação de ar no seu interior. A medida orienta quanto a capacidade de carregamento de passageiros, não alterando a frota.
De acordo com o presidente do IMTT, Felipe Quintanilha, o recolhimento dos veículos e a notificação de empresas é uma alternativa diante da necessidade de ação na tentativa de reduzir a disseminação do vírus.
Quintanilha frisa que, ainda que a Portaria tenha surtido efeito e o número de pessoas utilizando o transporte público tenha sido reduzido, alguns idosos utilizaram os veículos. “Precisamos que todos estejam conscientes de suas ações para amenizar a proliferação do vírus e, se for necessário, vamos tomar outras medidas para que seja feito o isolamento social porque só assim teremos um impacto menor de contaminação”, alerta.
A Portaria esclarece ainda que, as atividades fiscalizatórias exercidas pelos Agentes de Operação e Fiscalização de Transporte Coletivo do IMTT permanecem e, com a suspensão do atendimento presencial, todo atendimento do órgão está sendo realizado através do e-mail [email protected] ou via telefone através do n° (22) 98175-1160, de 9h às 17h. Já a liberação de veículos recolhidos ao depósito da concessionária Pátio Norte deve ser solicitada remotamente no e-mail indicado, encaminhando-se em anexo os documentos necessários.
Além disso, a Portaria reitera a necessidade de higienização dos veículos a cada viagem, sobretudo nos locais de maior contato dos usuários (barras de apoio, roleta, etc), retirada de rodoviários com mais de 65 anos das escalas de trabalho, a manutenção emergencial de aparelhos de ar-condicionado dos veículos, recomenda também que pagamentos sejam realizados somente por cartão, evitando-se o uso de dinheiro. As medidas são necessárias também para permissionários de táxis que atuam em todo o município.
- Advertisement -
- Participe -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.