BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Igor Pereira: “Duvido muito que tenha vereador negociando com um governo que tem 89% de rejeição”

Em entrevista exclusiva para o ClickCampos, o vereador Igor Pereira, líder do G-8 na Câmara, respondeu aos ataques feitos pelo governo Rafael Diniz nos últimos dias. Segundo Igor, o governo usou uma matéria divulgada em um jornal de circulação local para tentar dissipar o grupo independente na Câmara.

— Ao longo do ano, por diversas vezes falei na tribuna da Câmara que o governo e seus secretários deviam respeitar os vereadores, mas eu nunca tinha visto tanto desrespeito como agora. Vendo a força que o G-8 tem na Câmara, querem causar o caos, colocando um vereador contra o outro, colocando um prefeitável contra o outro, mas não conseguem dialogar. Eu duvido que tenha vereador do G-8 conversando com um governo que tem 89% de rejeição -, disse Igor.

O vereador também rebateu as críticas feitas ao fato da Câmara recusar o pacote de maldades enviado por Rafael Diniz para a Câmara.

— O governo enviou o pacote das maldades e o orçamento de 2020 para a Câmara. Nós como vereadores entendemos que os projetos tinham pontos que eram prejudiciais a diversas classes e que o orçamento não tinha por que de Rafael ter um “cheque em branco” para governar. Rejeitamos todos e fizemos a nossa parte como vereadores. Agora o governo prefere ir para o ataque, tentando queimar vereador usando a mídia, mas não quer corrigir os erros nos projetos e entender que quem decide qual o percentual de remanejamento é a Câmara, e não o executivo -, explicou. O pacote de maldades consistia em sete projetos que entre eles, tirava direitos do servidor municipal, aumentava impostos de escolas e permitia a Prefeitura realizar desapropriações em zonas comerciais que seriam criadas.

O vereador também criticou a postura do deputado federal Marcão Gomes, que em entrevista a um programa de rádio, teria dito que a atitude dos vereadores é irresponsável e inconstitucional.

— Ou Marcão tem memória curta, ou ele desconhece o assunto que estava falando. Ele como vereador durante o governo Rosinha era um dos que mais pregava que o remanejamento do orçamento deveria ser de 10%. Agora ele vai para um programa de rádio falar que somos irresponsáveis? Muito pelo contrário, estamos evitando que o governo acabe fazendo gastos desnecessários e manter o que realmente é importante, como pagamento dos servidores. Nós estamos agindo com responsabilidade e honrando o contribuinte que paga os seus impostos e quer ver o seu imposto sendo bem investido -, finalizou o parlamentar.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.