fbpx

#SigaOCLICK

Homem condenado a prisão perpétua na Índia por matar esposa com cobra

MAIS LIDAS

Um homem indiano, condenado por matar a esposa ao fazer uma cobra mordê-la, foi punido com uma rara sentença de prisão perpétua dupla. Sooraj Kumar foi preso, o ano passado, depois de a mulher, Uthra, ter morrido após ter sido mordida por uma cobra.

A polícia começou a investigar o caso após a família suspeitar de homicídio, referindo que Sooraj os perseguia por causa do dote de casamento.

- Advertisement -

Na última segunda-feira, um tribunal considerou-o culpado de soltar uma cobra na cama enquanto Uthra dormia. A jovem dona de casa de 25 anos foi encontrada morta em casa em maio do ano passado.

A família ficou desconfiada porque Uthra já tinha sido mordida por uma víbora de Russell semanas antes. Estava a recuperar do primeiro ataque quando foi atacada pela cobra.

A polícia disse que a investigação apontou para Sooraj ter sido o responsável dos dois ataques. Também detiveram o homem que o ajudou a obter os répteis – mais tarde colaborou com as autoridades e ajudou a resolver o caso.

Segundo a BBC, que consultou o LiveLaw – um site jurídico indiano – as acusações ocupavam mil páginas e detalhavam a elaborada conspiração planeada e implementada por Sooraj.
 
Os procuradores argumentaram que se tratava de um “caso raro” e exigiram a pena de morte para os acusados. O juiz concordou e concedeu uma sentença de prisão perpétua dupla a Sooraj, tendo sido ainda condenado a pagar uma multa de 500 mil rúpias (5.734 euros). 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias