Homem acusado de homicídio em carreata política se entrega à polícia

Depois de atirar e matar Cremecildo Ribeiro, durante uma carreata-cavalgada na Tapera II, o principal suspeito se entregou espontaneamente na 134ª Delegacia do Centro, na noite dessa quarta-feira (11).

O suspeito prestou depoimento e por não ter sido em flagrante, por não ter mandado e por conta da lei eleitoral que não permite a prisão de nenhum eleitor, se não for a caso de flagrante ou quem for alvo de sentença criminal por crime inafiançável durante o período eleitoral, ele foi liberado.

- Advertisement -

De acordo com os militares, o suspeito é irmão de uma candidata à vereadora de Campos. Além de se apresentar, o suspeito apresentou a arma usada no crime. Mas segundo o suspeito, não houve uma motivação política para o crime, foi algo momentâneo.

O crime– Cremecildo Ribeiro de 55 anos morreu logo após da entrada no Hospital Ferreira Machado (HFM), após ter sido baleado em uma cavalgada-carreata depois de uma discussão com o irmão de uma candidata a vereadora. O caso aconteceu no último domingo (08) e o suspeito fugiu do local logo após o crime.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.