Campos

Garotinho entra com ação contra Diniz pedindo novas eleições e… Juiz rejeita e arquiva

Em mais uma tentativa desesperada de não perder a Prefeitura de Campos, o ex-secretário de governo, ex-deputado federal, ex-governador e ex-prefeito Anthony Garotinho teve a sua ação contra o prefeito eleito Rafael Diniz e o vereador eleito Cláudio Andrade, negada e arquivada pelo juiz Eron Simas dos Santos.

Garotinho que chegou a falar durante uma transmissão no facebook que ”Rafael ficará no governo só até maio, devemos ter outra eleição em junho”, irá aguardar uma nova eleição apenas em 2020.

A derrota judicial é mais uma das derrotas que vem sendo acumuladas pelo grupo político de Garotinho. Além da derrota acachapante e humilhante nas urnas, onde o seu candidato não alcançou 30% dos votos – Onde o próprio Garotinho chegou a dizer a celebre frase “Faltam apenas 4% para ganharmos no 1° turno” -, também viu o seu grupo político desmoronar com diversos escândalos como a operação “Chequinho” e ainda uma investigação sobre os RPA’s.

A ação de Garotinho também tinha como réu o empresário Hebert Sidney Neves, responsável pelo grupo Terceira Via e o Grupo IMNE. Segundo Garotinho, o empresário teria disponibilizado as instalações do Hospital Dr. Beda para que Rafael e Cláudio Andrade fizessem um “comício”. A ação foi rejeitada, já que a denúncia não tinha embasamento jurídico e onde foi realizado a sabatina com Diniz e Andrade era um auditório onde é realizado eventos privados, não tendo absolutamente nada a ver com a verba recebida pelo o hospital.

Confira abaixo a decisão do Juiz:
acao-eleitoral-garotinho-contra-rafael-decisao-eron-21

acao-eleitoral-garotinho-contra-rafael-decisao-eron-11

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.