BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Fechamento parcial da UBS de Morro do Coco causa revolta na população

Moradores da região norte do município de Campos ficaram revoltados com a Prefeitura após o anúncio do possível fechamento parcial do Pronto Socorro da localidade de Morro do Coco. A unidade é a única que vem atendendo a região por 24h, mas segundo informações da secretaria de Saúde, o atendimento será reduzido, funcionando das 8 da manhã até às 17h, e apenas de segunda a sexta-feira, não funcionando aos finais de semana.

O local serve como referência na região desde o fechamento das Unidades Básicas de Saúde de Conselheiro Josino, Vila Nova, Chave do Paraíso, Palmares e Murundu, além da redução do atendimento da Unidade Pré-Hospitalar de Santo Eduardo. Na região, pelo menos 30 mil pessoas dependem da rede pública de saúde, o que mostra a necessidade do funcionamento de uma unidade 24h.

Para o médico Bruno Calil, que já atuou na unidade, o fechamento do Pronto Socorro de Morro do Coco é um ato de irresponsabilidade do poder público municipal. Para ele, ao deixar a população da região norte do município sem acesso ao sistema público de Saúde, a secretária Cintia Ferrini demonstra desconhecimento dos problemas e das peculiaridades da região.

— Infelizmente a secretaria provavelmente nunca esteve no Pronto Socorro de Morro do Coco e não deve sequer entender os problemas que os moradores da região sofrem. São 30 mil pessoas, que se um desses precisar de atendimento médico durante a noite, terá de percorrer até 50km, pagar pedágio, para talvez conseguir um atendimento médico -, disse Bruno.

O médico, que já foi diretor da unidade de Pronto Socorro de Santo Eduardo também comentou os problemas que a unidade enfrenta.

— Em Santo Eduardo, que é a localidade mais distante do Centro de Campos, a secretaria de Saúde reduziu o atendimento e fechou o ambulatório. Na unidade atualmente só tem médico quatro dias por semana. Quem estava precisando de atendimento estava indo em Morro do Coco, agora com essa decisão completamente equivocada, a situação vai ficar muito complicada. Infelizmente a secretaria de Saúde deixa de fazer o atendimento básico, e mais na frente irá ter de gastar muito mais com o atendimento avançado -, finalizou Bruno.

A secretaria de Saúde ainda não se pronunciou sobre o caso.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.