BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Ex-prefeito de Quissamã na mira da operação ‘Favorito’

Entre os muitos próximos alvos de desdobramentos da operação ‘Favorito’, que prendeu na última semana o mega empresário Mário Peixoto, está o ex-prefeito da cidade de Quissamã, Armando Carneiro. Em um dos trechos da denúncia do MP que baseou o pedido de prisão de Peixoto e do ex-presidente da ALERJ, Paulo Mello, cita uma das empresas em que o empresário era dono, a MULTIPROF.

– MARIO PEIXOTO, que figura como adquirente no leilão de 2008 (R$ 210 mil), é administrador da MULTIPROF – COOPERATIVA MULTIPROFISSIONAL DE SERVIÇOS, em cujo favor o Estado do Rio de Janeiro empenhou mais de R$ 131 milhões entre 2002 e 2013, havendo relatos, em reportagem da Revista VEJA, de que as empresas de Mario e seus prepostos receberam mais de R$480 milhões em contratos com o Poder Público. É válido mencionar que Picciani foi padrinho de casamento de Mario Peixoto, realizado na Itália, para um seleto grupo de 50 pessoas, o que demonstra a relação íntima existente entre os dois.




No entanto, a MULTIPROF é a empresa que mais prestou serviços na gestão de Armando Carneiro, enquanto ele estava a frente da Prefeitura de Quissamã, o que rendeu para ele um processo de improbidade administrativa em que é réu desde 2018.

A empresa, que faturou milhões dos cofres públicos do município de Quissamã, era responsável pela contratação de funcionários terceirizados. Além dos prejuízos aos cofres públicos, os funcionários terceirizados também ficaram sem receber. Para piorar o que já estava ruim, a MULTIPROF ainda deu a famosa ‘quebrança na praça’ e decretou falência.

Armando, que deixou o cargo de prefeito em 2012, já foi condenado, em 2018, a dois anos de prisão e multa, em uma ação penal por crimes previstos na lei de licitações. Tentamos contato com o ex-prefeito Armando Carneiro, mas não obtivemos respostas até o fechamento da nossa matéria.




Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.