BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Enquanto prefeitáveis buscam apoio, Rafael se esconde

Quem acompanha a política de Campos mais de perto, já notou que o calendário político da cidade vem tendo os sábados como um dia ‘extra-oficial’ busca de apoio pelos prefeitáveis, seja ele sendo por parte da população ou por alianças políticas. No entanto, algo vem chamando a atenção: A ausência de Rafael Diniz nas ruas, olhando nos olhos dos cidadãos, algo que ele defendeu muito em campanha.

Vale lembrar que ao ser perguntado em um debate qual seria o motivo dele não fazer comícios políticos, Rafael respondeu que não fazia parte daquilo que ele acreditava, e que ele preferia olhar para o cidadão de igual para igual, e não de cima para baixo. Apesar das bonitas e empolgantes palavras, durante os quase três anos de gestão, pouco se viu isso. Rafael até ensaiou fazer algo do tipo nos mutirões contra a dengue, mas ficava não mais que 40 minutos e já ia embora dos locais.




Enquanto isso, na contramão do que Rafael vem praticando, neste sábado (21) por exemplo, o prefeitável Caio Vianna esteve no Mercado Municipal, acompanhado do seu pai e principal cabo eleitoral, Arnaldo Vianna. Segundo os presentes, Caio teve uma boa receptividade, e ouviu muitas reclamações de comerciantes com relação ao poder público municipal.

Quem também aproveitou o sábado para buscar apoio, foi o estadual Rodrigo Bacellar, que  teve reuniões internas na parte da manhã com lideranças políticas, e na parte da tarde participa de reuniões com pré-candidatos.

O também deputado estadual Gil Vianna divulgou na sexta (20), uma agenda na Associação Norte Fluminense dos Deficientes Físicos, em razão do dia nacional da luta da pessoa com deficiência, comemorado neste sábado. Já na parte da tarde, Gil foi até uma partida de futebol em Santa Maria, no interior de Campos.

Já Wladimir Garotinho, que poderia ficar receoso em enfrentar as ruas após o recente episódio da prisão dos seus pais no início deste mês, divulgou em suas redes sociais que esteve em um torneio de futevôlei no Jockey, e na parte da tarde se reuniu com lideranças políticas locais.

Enquanto isso, a população, inclusive aliados, continua sem saber por onde anda o prefeito Rafael Diniz. Assim como foi feito com Rosinha Garotinho em um período de crise no seu governo, secretários blindam o prefeito de toda a rejeição das ruas. O que de certa forma, mesmo sabendo dos seus péssimos índices de avaliação, não faz sentido para quem se lança como pré-candidato a prefeito com dois anos de antecedência.

Ao que parece, a estratégia do governo é ganhar tempo para entender o cenário político e ver qual será a melhor opção para 2020. Mas uma coisa é certa para os seus aliados mais próximos; o objetivo é continuar no poder, mesmo que não seja com Rafael, e essa vai ser a principal alternativa. Enquanto isso, o ‘Plano B’ segue em atividade, ocupando os vácuos que Rafael vem deixando em sua gestão.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.