Brasil e Mundo

Empregados dos Correios retornam ao trabalho nesta quarta-feira

Em assembleias realizadas nesta terça-feira (13), trabalhadores dos Correios de diversos estados aprovaram o fim da greve e o retorno aos trabalhos a partir de hoje (14).

Segundo a federação da categoria, apenas dois estados ainda terão assembleias nos próximos dias para avaliar a continuidade da paralisação: Rio de Janeiro e São Paulo. Apesar da volta ao trabalho, a categoria decidiu manter o estado de greve.

A decisão foi tomada após o Tribunal Superior do Trabalho julgar, na segunda-feira (12), o impasse sobre o plano de saúde dos empregados. A direção dos Correios defendia a cobrança de mensalidade dos funcionários e também a exclusão dos dependentes do benefício.

O tribunal aprovou a proposta do relator do processo, ministro Aloysio Corrêa, e agora os trabalhadores passam a arcar com 30% dos valores do plano de saúde e a empresa, com 70%, variando por idade e remuneração. Já os pais e mães serão cobertos pelo plano até o encerramento do acordo coletivo em vigor, em julho de 2019.

A diretoria dos Correios classificou o julgamento do TST como um grande avanço. Já para a Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (Fentect), o tribunal rasgou sua jurisprudência e atingiu os funcionários, que terão dificuldades de arcar com os custos do plano de saúde.

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.