fbpx

#SigaOCLICK

Embalado, Fluminense desafia o Juventude no Sul para se aproximar do G-6

MAIS LIDAS

Embalado após bater o Palmeiras de virada por 2 a 1 no último domingo, o Fluminense quer engatar a segunda vitória consecutiva para seguir na briga por vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América. A partida será nesta quarta-feira, às 20h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

De altos e baixos no Brasileirão, o Fluminense tem conseguido ficar próximo do G-6. O time carioca aparece na oitava colocação, com 45 pontos, quatro a menos do que o Fortaleza, em sexto. A vaga na Libertadores, inclusive, seria mais do que o clube esperava para a atual temporada.

O clima, no entanto, está bom, muito proporcionado pela vitória diante do Palmeiras, que aliviou a pressão em cima do técnico Marcão. Apesar de ser bancado pela diretoria, o treinador vinha sendo ameaçado devido ao momento de instabilidade da equipe.

Marcão tem 19 jogos no comando do Fluminense na temporada 2021, com oito vitórias, quatro empates e sete derrotas, um aproveitamento de 49,1%, número abaixo dos últimos dois anos, quando também foi efetivado no cargo.

Para o duelo contra o Juventude, o técnico Marcão não poderá contar com o lateral Samuel Xavier e o atacante Fred. O atacante e capitão do clube da Laranjeiras foi expulso por um lance bobo, após confusão envolvendo o jogador Deyverson, do time paulista. Já o camisa 2 levou o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática.

Sem Fred, dois nomes aparecem como opção. John Kennedy, que entrou no lugar do atacante no duelo contra o Palmeiras, e Lucca, este não vive uma de suas melhores fases com a camisa tricolor. Já a lateral será ocupada por Calegari, que já chegou a ser titular com Marcão.

“Perdemos o Fred para este jogo. Sempre nos faz muita falta, é o nosso capitão. O Samuel também. Teremos que fazer algumas mudanças, mas quem entrar vai dar conta para trazermos os pontos para o Rio de Janeiro”, explicou Marcão.

PARA FUGIR DA DEGOLA – Há quatro jogos sem derrota e vindo de dois triunfos consecutivos, o Juventude ganhou uma motivação extra para o duelo diante do Fluminense. O time gaúcho enfim tem a possibilidade de deixar a zona de rebaixamento.

Após bater Internacional (2 a 1) e Chapecoense (2 a 0), o Juventude alcançou os 36 pontos, na 17ª colocação. O Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento, tem 36, e só está à frente pelo número de vitórias, 9 a 8.

O técnico Jair Ventura não poderá contar com o lateral-direito Michel Macedo e nem com o atacante Sorriso, porque ambos receberam o terceiro cartão amarelo e terão que cumprir suspensão automática. Sendo assim, Jair Ventura treinou com Paulo Henrique pelo lado direito e Capixaba no setor ofensivo, este fazendo companhia a Ricardo Bueno, principal esperança de gol do time nesta reta final de competição.

Além disso, Jair Ventura poderá promover alteração no meio de campo. Wescley é cotado para iniciar o embate, mas, caso não tenha condições, será substituído por Wagner, ex-Fluminense e Cruzeiro.

“Nosso objetivo é manter essa sequência dos últimos jogos e conseguir atingir a pontuação que temos em mente para manter o clube na Série A. Os triunfos contra o Internacional e a Chapecoense foram de extrema importância em todos os fatores e precisamos manter esse nível de competitividade e organização”, disse William Matheus.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias