Campos

Em sessão sem Marcão, transporte alternativo e contrato polêmico da prefeitura são pautas na Câmara de Campos

A Câmara Municipal de Campos recebeu, nesta terça-feira (22), 39 processos de Indicações Simples e 22 processos de Requerimentos apresentados pelos vereadores. A sessão ordinária foi conduzida pelo vice-presidente José Carlos (PSDC).

Durante os trabalhos, o vereador José Carlos explicou a ausência do presidente Marcão Gomes (Rede). “Gostaria de registrar a ausência do presidente desta Casa por se encontrar em casa acamado, inclusive está nos assistindo. Estou registrando a pedido dele e desde já desejo que se recupere o mais breve possível para que possa estar de volta conosco”.

A sessão foi marcada pela presença dos trabalhadores do transporte alternativo, que vem denunciando uma forte perseguição na fiscalização por parte do Instituto Municipal de Trânsito (IMTT) e reclamam da falta de diálogo com o poder público. Eles reclamam que nenhum representante do poder público municipal quer dialogar com eles, como por exemplo, na última semana o presidente da Comissão de Trânsito e Transporte (CTT) da Câmara de Campos, Zé Carlos, marcou uma reunião com o grupo e não compareceu.

CONTRATO POLÊMICO
O vereador Thiago Virgílio (PTC) pediu a palavra, conforme o artigo 155 do Regimento Interno, solicitando informações a respeito da licitação para contratação de empresa de consultoria pela Prefeitura. “Protocolamos o Requerimento ontem (21), na Câmara”, disse.

Com base no mesmo artigo, o líder do governo Fred Machado (PPS) respondeu ao questionamento. “Tudo que foi feito está dentro da legalidade. Ressaltando que o Requerimento foi protocolado ontem. Amanhã, caso o presidente coloque em pauta, iremos aprovar o requerimento da oposição”, destacou.

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.