BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Educação de Campos tem muita propaganda e pouco resultado

Artigo de opinião

Nesta quarta-feira (16), divulgamos aqui no ClickCampos o relato de mães de estudantes que não tiveram aula em diversas unidades escolares de Campos. Infelizmente não foi um fato atípico. A Educação de Campos vem agonizando há tempos, e a atual gestão apenas agravou a situação.

No último ranking do IDEB, no ano de 2017, o município que tem o 7º maior investimento em Educação no estado, ficou apenas na 79ª colocação entre 92 municípios. Entre os municípios do Norte e Noroeste-Fluminense, Campos ocupou a penúltima posição no ranking. Isso demonstra que mesmo municípios com orçamentos muito menores, o investimento foi melhor administrado, tendo resultados melhores no levantamento. É um dos exemplos claros que confirmam o que o prefeito falava em sua campanha eleitoral em 2016: ”Dinheiro tem, o que falta é gestão”.




Mesmo com orçamento milionário, não é nada difícil encontrar relatos de problemas estruturais, falta de merenda, mesmo tendo contrato milionário para o fornecimento da alimentação, cancelamento de aulas e falta de profissionais nas escolas. Tudo isso acontece diariamente na rede pública municipal de ensino.

A tão aguardada eleição para o comando das escolas municipais, passou pela Câmara mas ainda não aconteceu. Um projeto que seria prioridade em seu governo, caminha para o último ano de gestão sem sair do papel.

Por outro lado, é importante citarmos o CEMEI. Projeto que a gestão do prefeito Rafael Diniz faz grande propaganda, a primeira escola municipal em tempo integral. A unidade do Parque Aurora apesar de ter problemas, é bem acima da média se for comparada com as demais unidades municipais. No entanto, em um município com mais de 4.000km², milhares de estudantes, ter uma unidade modelo e divulgar como se toda a educação tivesse avançado, mesmo com queda de 31 posições no IDEB, é simplesmente subestimar a inteligência alheia.

Como em quase todas as áreas da gestão de Rafael Diniz, a prioridade não é fazer uma boa administração, mas sim, criar uma propaganda que faça parecer isso. Felizmente, mesmo gastando R$ 5 milhões, não existe propaganda que consiga vender ilusão.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.