Edir Macedo publica vídeo com informações falsas sobre coronavírus e atribui preocupação a satanás

Em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook, o bispo Edir Macedo disse aos fiéis que não se preocupem com a propagação do coronavírus. Ele atribuiu a tensão que o mundo vive com a doença a uma “tática de satanás” e ao trabalho da mídia. A informação foi  confirmada pelo jornal O Estado de S. Paulo.
“Meu amigo e minha amiga, não se preocupe com o coronavírus. Porque essa é a tática, ou mais uma tática, de satanás. Satanás trabalha com o medo, o pavor. Trabalha com a dúvida. E quando as pessoas ficam apavoradas, com medo, em dúvida, as pessoas ficam fracas, débeis e suscetíveis. Qualquer ventinho que tiver é uma pneumonia para elas”, diz o líder da Igreja Universal em vídeo transmitido na última quarta-feira.
Na transmissão, Macedo endossa e reproduz a fala do patologista Beny Schmidt, em vídeo que foi divulgado pelo médico com informações falsas em seu canal do YouTube. Na gravação, o professor de Medicina diz que o coronavírus não causa gripe e não é letal, contrariando os dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde, por cientistas e o cenário de pandemia que se instalou. Após o vídeo viralizar, nos últimos dias, o médico o tirou do ar. No entanto, o material já havia sido salvo por várias pessoas, que continuam compartilhando-o. O material também caiu em redes de direita e sofreu algumas edições, conforme publicou o jornal O Estado de S. Paulo.

Ao introduzir a fala do médico, o bispo diz ainda: “O pavor que a mídia tem usado para levar as populações, as nações, apavoradas com respeito a esse vírus, coronavírus. Por trás de toda essa campanha do coronavírus existe um interesse econômico. E onde há interesse econômico, aí tem”.

Em seu site, a Igreja Universal publicou uma lista de cuidados em relação à Covid-19 no dia 12 de março.

O Estado do Rio registrou o primeiro caso de um paciente que apresenta o estado de saúde muito grave por causa da contaminação por coronavírus. Segundo a Secretaria estadual de Saúde, o homem, que tem mais de 60 anos, está internado.

- Advertisement -

Até agora, 24 pessoas foram infectadas pela doença no Rio. Mais 95 casos suspeitos estão sendo investigados pelas autoridades sanitárias estaduais. Em todo o Brasil, foram confirmados 200 casos.

Segundo o governo do estado, é preciso tomar medidas preventivas para que o número de pessoas contaminadas seja menor. Sem as medidas de prevenção, é provável que uma pessoa infectada contamine outras três. Já com as medidas de prevenção, o governo espera que uma pessoa infectada contamine apenas mais uma pessoa.
A Secretaria Estadual de Defesa Civil informou que o Estado do Rio pode ter até 24 mil casos de coronavírus até o dia 4 de abril se as medidas preventivas para evitar o contágio não sejam adotadas pela população. Se todos adotarem esses cuidados, o número de casos previstos caem para três mil.
- Participe -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.