O caso do desaparecimento do motoboy Diego Barros Pereira, de 24 anos, começa a ser desvendado com novas informações sórdidas. Após investigação da Polícia Civil, uma mulher identificada pela inicial Layla Gomes Souza, de 21 anos, foi presa na tarde desta quarta (06), suspeita de servir como ‘isca’ para uma emboscada contra Diego.

Segundo a jovem em depoimento a Polícia, ela teria se aproximando do motoboy através do Facebook, onde começou a seduzir Diego, que marcou um encontro com Layla em Goytacazes. Após o encontro, Layla teria convencido Diego a ir até uma casa em na Baixada Campista, onde já estavam outros três homens que renderam Diego, o amarraram e colocaram em um carro. Segundo Layla, tudo isso aconteceu a mando de U.S.B., ex-marido de uma mulher que supostamente já teve um caso com Diego.

Após Diego ser amarrado e colocado na mala de um carro, Layla diz que não teve mais informações do que aconteceu com o motoboy. A Polícia busca outros envolvidos no desaparecimento do motoboy, para que o caso possa ser esclarecido.

Comente com o seu Facebook
COMPARTILHAR