fbpx

#SigaOCLICK

Covid-19 faz Espanha reduzir capacidade permitida em eventos esportivos

MAIS LIDAS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Autoridades da Espanha decidiram nesta quarta-feira (29) restringir o público nos eventos esportivos do país. Diante da explosão dos casos de Covid-19 na Europa, as arenas deixarão de ter sua capacidade total liberada.

O Sistema Nacional de Saúde anunciou que os estádios abertos, com arquibancada ao ar livre, poderão ter 75% das cadeiras ocupadas. São assim os palcos do Campeonato Espanhol de futebol, que tem rodada marcada para o final de semana. Em recintos fechados, como os ginásios do popular Campeonato Espanhol de basquete, o limite passará a ser de 50%.

- Advertisement -

A medida entrará em vigor no primeiro dia de 2022 e terá validade até o fim de janeiro. Ao término do mês, as autoridades reavaliarão a situação e decidirão os passos seguintes, que poderão ser no sentido de afrouxar as restrições ou torná-las mais duras.

A variante ômicron do coronavírus tem causado grande preocupação na Espanha. Na última terça-feira (28), foram registrados 99.671 novos casos de infecção pelo Sars-CoV-2, o que levou o governo a adotar medidas restritivas. Na semana passada, já havia voltado a exigir máscaras em espaços abertos.

Os clubes de futebol têm enfrentado surtos de Covid-19, o que se viu no Barcelona e no Real Madrid. Nesta quarta, a agremiação madrilena divulgou que mais quatro atletas estão infectados, entre eles o atacante brasileiro Vinicius Junior. Nos dias anteriores, outros seis haviam sido isolados por causa da doença.

A situação não é melhor em outros países da Europa. Na França, o governo anunciou um limite de 2.000 pessoas em espaços fechados e 5.000 em espaços abertos. Na Alemanha, há regiões que determinaram eventos esportivos com portões fechados. É o caso da Baviera, onde atua o Bayern de Munique.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias