Coronavírus: Rio e mais três estados podem entrar em ‘aceleração descontrolada’

Um documento do Ministério da Saúde obtido pela Folha de S.Paulo mostra que quatro estados e o Distrito Federal estão em transição para a fase de “aceleração descontrolada” da covid-19 . São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Amazonas são os locais que têm alta incidência de casos, assim como o DF.

A análise faz parte do novo boletim epidemiológico do ministério que está previsto para ser divulgado neste sábado. O documento mostra que o Brasil ainda não tem testes e leitos suficientes para fase aguda da epidemia.
Este sábado é o 37º dia desde a confirmação do primeiro caso de coronavírus no país. No documento a ser publicado, a pasta faz uma revisão da trajetória do vírus e reconhece gargalos diante de uma possível fase crítica.

O documento descreve quatro fases para a epidemia: localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle.

- Advertisement -




A avaliação da pasta é que nos quatro estado e no DF, a taxa de incidência já fica acima da nacional, que é de 4,3 casos por 100 mil habitantes. No Distrito Federal, já é quase o triplo: 13,2 casos a cada 100 mil habitantes.

Por isso, a pasta reforça a recomendação para que os estados mantenham medidas de distanciamento social. “Este evento representa um risco significativo para a saúde pública, ainda que a magnitude (número de casos) não seja elevada do mesmo modo em todas os municípios”, aponta o ministério, que avalia o risco nacional como “muito alto”.

Isso porque haverá uma insuficiência de insumos. De acordo com o documento, a rede atual de laboratórios é capaz de processar 6.700 testes por dia. No momento mais crítico da emergência, porém, serão necessários 30 mil a 50 mil testes por dia.

O ministério divulgou finalizar parcerias para ampliar a testagem e chegou a anunciar 22,9 milhões de testes. “No entanto, não há escala de produção nos principais fornecedores para suprimento de kits para pronta entrega nos próximos 15 dias.”




- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.