Com campista na comissão técnica, seleção feminina de vôlei avança em Mundial

Concentrada no Egito para o Campeonato Mundial da categoria, a seleção brasileira de voleibol feminino sub-18 enfrentará a Rússia nesta quinta-feira (12/09), às 10h (horário de Brasília), pelas quartas de final do torneio. A classificação veio ontem (10/09), após vitória contra o Canadá. E na comissão técnica, dedicado aos cuidados de fisioterapia da equipe do Brasil, está o campista Rodrigo Azevedo.

Especialista em Fisioterapia Esportiva, Azevedo é graduado pelo Isecensa (Institutos Superiores de Ensino do Censa) e atuou como supervisor de estágio da Clínica Escola Maria Auxiliadora, mantida pela mesma instituição.




“Estamos em uma competição que, apesar de curta, com duração de 10 dias, é muito intensa. Por isso, a exigência física e emocional das nossas atletas é muito grande, fazendo com que nós, fisioterapeutas, tenhamos bastante trabalho e estratégia tanto nos treinamentos quanto no pré e pós-jogo. E toda essa capacitação e segurança que conquistei para alcançar resultados expressivos na minha carreira se devem, sem dúvidas, à qualidade da minha formação”, explicou o profissional.

Esta não é a primeira passagem do fisioterapeuta pela seleção. No ano passado, integrou a comissão técnica da seleção feminina principal, na disputa da Copa Pan-Americana, tendo contato com grandes nomes como Jaqueline e Dani Lins. Além disso, Azevedo também já trabalhou como fisioterapeuta da seleção sub-18 em outra ocasião, durante o Mundial disputado em 2017, na Argentina.

Sobre a campanha do Brasil no Egito, o fisioterapeuta avalia: “Temos uma seleção sub-18 muito forte, com grandes promessas, e percebemos essa evolução no desenrolar do campeonato. O Brasil vem de dois mundiais nesta categoria com resultados desfavoráveis e, hoje, temos a missão de colocar nosso país entre os melhores do mundo novamente”.

- Anúncios -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.