Caso Marielle: ex-deputados prestam depoimento na segunda fase da investigação

O ex-deputado estadual Edson Albertassi (MDB) prestou depoimento, nesta quinta-feira, na Delegacia de Homicídios da Capital (DHCapital), por cerca de 3h30. Ele e o também ex-deputado Paulo Melo chegaram à especializada por volta das 11h30, para serem ouvidos na segunda fase do caso Marielle, que busca descobrir os mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco. Melo ainda presta depoimento.

Além de serem ouvidos pelo delegado titular da DH, Daniel Rosa, as promotoras que estão à frente da investigação, Letícia Emile Alquerez Petriz e Simone Sibilio do Nascimento, também acompanham as oitivas. Ainda não se sabe se Melo e Albertassi são ouvidos como suspeitos ou para ajudar na linha de investigação que envolve o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Domingos Brazão, denunciado pela ex-procuradora-geral da República, Raquel Dodge, por interferir nas investigações do caso Marielle.

Paulo Melo e Edson Albertassi estão presos no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, desde 2017, quando foram alvos da operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato no Rio, que investigou benefícios fiscais à empresas e empreiteiras. Os ex-parlamentares foram condenados em março deste ano, junto com o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani, pelo Tribunal Regional Federal da 2° Região (TRF2), pelos crimes investigados na operação.

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.