Uma declaração do coordenador da Lava Jato no Rio de Janeiro, Eduardo El Hage, ao Globo, sobre o tamanho dos desvios até agora, deu noção do rombo causado aos cofres públicos pelo grupo do ex-governador Sérgio Cabral:

“É difícil [saber], porque o saque aos cofres públicos foi monstruoso. O mínimo seria o que foi devolvido pelos irmãos Chebar (delatores): US$ 100 milhões. Mas, antes da devolução, enquanto o ex-governador [Sérgio Cabral] estava solto, muito já tinha sido gasto, então esse valor (desviado) é bem superior. A gente viu que ele (Cabral) tinha um gasto mensal de R$ 4 milhões com despesas pessoais.”

Que vida simples hein, Cabral?

 

Comente com o seu Facebook
COMPARTILHAR