fbpx

#SigaOCLICK

Astronautas em risco após Rússia disparar míssil antissatélite

MAIS LIDAS

Os astronautas da Estação Espacial Internacional foram obrigados a se preparar para uma evacuação de emergência depois de a Rússia ter, de acordo com os EUA, disparado um míssil antissatélite.

A Estação Espacial não teria sido danificada mas os astronautas tiveram que se abrigar nas naves espaciais atracadas. A agência espacial russa apressou-se em assegurar que a segurança da tripulação da Estação Espacial é a sua “principal prioridade”, mas os EUA consideraram este disparo “perigoso e irresponsável”.

O secretário de estado dos EUA, Atony Blinken, compartilhou um comunicado onde explica que o míssil antissatélite foi disparado contra um dos satélites russos, o que gerou lixo espacial que poderia ter ameaçado a integridade da Estação Espacial. “Este teste gerou até agora mais de 1.500 fragmentos orbitais ​​e provavelmente vai gerar centenas de milhares de fragmentos menores”, notou Blinken.

O administrador da NASA, Bill Nelson, também se pronunciou sobre o caso na respectiva página de Twitter (abaixo). “É impensável que a Rússia coloque em risco não apenas os astronautas americanos e os parceiros internacionais da Estação Espacial Internacional, mas também os seus próprios cosmonautas”, escreveu Nelson.

Debris generated by the dangerous Russian ASAT test caused ISS astronauts and cosmonauts to undertake emergency procedures for safety.

It’s unthinkable that Russia would endanger not only intl partner astronauts on the ISS but also their own cosmonauts. https://t.co/8VKJxon9mW

— Bill Nelson (@SenBillNelson) November 15, 2021

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias