BLOG DO MAYCON VIDAL

Opinião, artigos e bastidores da política

Asilo do Carmo: Prefeitura deixa de fornecer exames, atrasa pagamento de convênio e retira funcionários

O Asilo do Carmo publicou uma nota em suas redes sociais informando uma série de problemas que a instituição vem enfrentando devido a inadimplência da Prefeitura de Campos.

A prefeitura, que tem convênio assinado com o asilo, deixou de repassar, há pelo menos seis meses, a verba que deveria ser destinada a instituição. Além disso, exames, que deveriam ser fornecidos pelo poder público, não estão sendo oferecidos, colocando os idosos em risco, principalmente diante da pandemia do novo coronavírus.

O valor que a prefeitura deixou de repassar para o asilo, referente ao ano de 2020, hoje gira em torno de R$ 326.400,00. Uma informação que deve ser deixada clara é em relação à natureza do convênio. Não se trata de um favor ou uma bondade do poder público, já que a instituição abriga 44 idosos provenientes da Central de Regulação de vagas do município.

Outra questão enfrentada é o fato de terem sido retirados da instituição alguns profissionais que eram cedidos pela prefeitura, como fisioterapeutas, o que já tem gerado pioras significativas no quadro de saúde de alguns pacientes, e nutricionistas, necessários para regular a alimentação dos idosos, principalmente os que possuem algum tipo de restrição alimentar, como diabéticos e intolerantes a determinados alimentos.

Apesar da falta de assistência dada pela prefeitura, o poder público municipal ainda quer enviar mais 16 idosos para o asilo, sem realizar os exames prévios necessários para mapear doenças infectocontagiosas, necessários no sentido de evitar a disseminação de doenças nos idosos abrigados. A Prefeitura também não irá fornecer o teste da Covid, nem materiais de EPI, além de ter negado a cessão de alguns funcionários para auxiliar temporariamente no período de pandemia.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.