BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Aliados de Diniz já começam a pensar em ‘plano B’ para eleição de 2020

Aliados do prefeito já começaram a articular a candidatura de um ‘plano B’ que eles julgam ser ‘infalível’. Inclusive, o próprio prefeito entende que a sua altíssima rejeição torna praticamente inviável uma reeleição.

TIRO NO PÉ
Ao declarar ser candidato a reeleição, antes mesmo de completar dois anos de mandato, Rafael acabou sacrificando as minimas chances que tinha de seguir na briga. Acontece que ao contrário do que se imaginava, nenhum adversário se declarou candidato, não adiantando o processo eleitoral. Aliado a isso, também surge a crítica popular, onde qualquer ação que Rafael fizer, será vista como eleitoreira.




SEGUNDO TURNO DISTANTE
É de conhecimento de todos que a esperança do governo seria se garantir no segundo turno, principalmente se o adversário for Wladimir Garotinho, onde ambos possuem alta rejeição. No entanto, pesquisas recentes apontam que Rafael fica cada vez mais distante do segundo turno, variando em pesquisas de 4% até 9%.

SE TIVER TERCEIRA VIA NO SEGUNDO TURNO…
Também é de conhecimento de todos do governo que em caso de uma terceira via no segundo turno contra Rafael, seria praticamente impossível de vencer. Esse é o motivo do governo não atacar Caio Vianna, Rodrigo Bacellar e Gil Vianna. A intenção é não fazer parecer que esses são ‘adversários’, tentando ligar a imagem de todos ao governo. Quanto menos eles crescerem e quanto mais Wladimir conquistar votos dessa terceira via, melhor para a máquina. Por isso essa busca incansável pelo antagonismo em Wladimir.

NEM COM ALAVANCA NO CANTO CONSEGUE SAIR DO LUGAR
Nos últimos meses o governo tenta investir fortemente na saúde, esporte e educação, fazendo grande marketing em cima de novas ações. Aconteceu com a UPH São José e CEMEI, que são tratados como os grandes projetos do governo até aqui. Mas mesmo assim, a rejeição de Rafael se mantém, e seu desempenho em pesquisas de intenção de votos vai caindo.

EVITAR DESGASTE COM A BASE
Um importante motivo para pensar em um ‘plano B’ seria a possibilidade de vereadores que atualmente são da base do governo, ‘pularem do barco’ para fugirem da rejeição de Rafael. Algo visto em 2016, quando Garotinho chegou a dizer até que a eleição tinha sido fraudada, por não entender como que vereadores da sua base tiveram quase o triplo dos votos do candidato a prefeito Dr. Chicão. Por isso a saída seria lançar um novo nome, sem desgaste, onde não existirá nenhum constrangimento para os candidatos pedirem votos e associarem as suas imagens.

QUEM É O NOME?
A alta cúpula do governo já tem um nome, mas não revela. No entanto, esse nome não é unanimidade nem no grupo dos mais chegados de Rafael.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.