ALERJ: os deputados querem atirar.

Uma proposta de autoria do  deputado estadual Marcos Muller (PHS) em 2016 deve ser votada hoje no expediente da Assembleia Legislativa do nosso Estado. O conteúdo versava a respeito do porte de armas para os agentes de segurança socioeducativos do Degase.

Agora, com uma emenda apresentada neste ano pelo deputado Marcos Pacheco (PSC) na votação do último dia 10 de abril, foram incluídos na lei alem dos auditores fiscais, os deputados estaduais e policiais legislativos.

A votação anterior foi cancelada pelo presidente da Casa, André Ceciliano (PT), após parecer da Procuradoria da Casa. O MPF já alertou o governador Wilson Witzel (PSC) para a inconstitucionalidade do projeto.  A discussão será retomada hoje com a presidência da Casa chamando a Comissão de Segurança para dar parecer sobre o projeto.

Se essa galera tiver arma para sua segurança própria, estarão sensíveis ao clamor social sobre a segurança pública? Que a inconstitucionalidade nos socorra.

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.