fbpx

#SigaOCLICK

Aguirre evita falar do futuro, mas admite que Internacional precisa de renovação

MAIS LIDAS

A derrota de virada do Internacional para o Atlético Goianiense por 2 a 1, em pleno estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, deixou o técnico Diego Aguirre muito abatido. O uruguaio voltou a despistar sobre o futuro, evitando responder sobre a seleção de seu país – é cotado para o lugar de Óscar Tabárez -, mas reconheceu a necessidade de renovação no elenco.

A sua permanência em Porto Alegre é cada vez mais improvável. O treinador não mostra a mesma energia na beira do campo e as especulações sobre a saída para comandar a seleção do Uruguai só aumentam. Ele, no entanto, garantiu foco. “Não é o momento de falar disso. Temos que acabar a competição primeiro”, frisou.

- Advertisement -

Questionado sobre a necessidade de renovação, Aguirre classificou como “normal” em um clube que está com dificuldades técnicas. E que a direção tem consciência disso, mas aguarda o momento correto. “São coisas que vão acontecer. Mas não é o momento. Falta pouco para finalizar a temporada. Agora, vamos nos planejar para o jogo de quinta-feira”, destacou.

Aguirre disse que não iria falar sobre desempenhos individuais, apesar das cobranças da torcida direcionada a alguns jogadores, como Patrick e Rodrigo Dourado. “A responsabilidade é compartilhada entre todos. Ninguém foge disso. O time tem sido irregular, mas tivemos bons momentos. É justa a crítica, e temos que assumir. Não estamos no nível que gostaríamos. Houve uma queda”, reconheceu.

O Internacional volta a campo nesta quinta-feira, quando enfrenta o Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Por ser jogo válido pela 38.ª e última rodada, todas as partidas acontecem às 21h30. Além da vitória, precisa de uma combinação de resultados para conseguir vaga na Copa Libertadores.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias