Um polêmico áudio vazado na tarde desta quinta (04), mostra uma pessoa supostamente convocando a militância para alguma manifestação na manhã desta sexta (05). A manifestação seria contra o poder municipal.

É compreensivo – e normal – que em um momento complicado da política e economia local, com cortes em programas sociais, salários atrasados – inclusive de secretários, prefeito e vice-prefeita -, paralisação em alguns serviços, entre outras medidas não populistas, cause revolta na população que em um primeiro momento pode não entender as medidas que estão sendo tomadas. Porém, no áudio citado, uma pessoa diz que será pago o valor de R$ 100 para quem comparecer e participar do ato.

Afinal, caso seja verídica a informação contida no áudio, quem pagará esse valor aos manifestantes? Qual interesse de quem está por trás disso? Mais uma vez a população estaria sendo usada como fantoche para grupos políticos? Estamos retornando para a ultrapassada política dos “cenzinho”?

SEPE DESAUTORIZA MANIFESTAÇÃO
O Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação publicou em sua página oficial no Facebook que desautoriza qualquer ato de manifestação nesta sexta. Confira abaixo:

O áudio referido no início da matéria foi publicado no Blog do Bastos (AQUI), e abaixo está a transcrição completa do áudio. Confira:

“Boa tarde para todos os meus amigos do grupo. Estou convocando todos vocês que eu sei que esse grupo tem uma força tremenda. Convoco todos vocês para a gente tá indo pra frente da prefeitura amanhã, seja o horário que o ônibus for disponível, a gente vai estar passando no seu bairro e a gente não tá indo à toa. Quero lembrar, meu povo, que a gente tá indo fazer um ato pelo nosso bem. Porque no momento, eu creio que quem que não quer 100 reais? E no momento eu não me conformo com a situação, mas tem outros que está sem. E o ônibus vai estar passando no bairro que você está disponível. No momento são 30 vagas. Eles estão me dando 100 reais pra poder a gente tá indo pra lá e fazer isso aí que e eles estão pedindo e infelizmente eu vou, porque eu estou sem nada dentro de casa e eu tenho que ir”.

Comente com o seu Facebook