Adriana Ancelmo vai seguir presa em casa

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal concedeu liminar e a ex-primeira dama Adriana Ancelmo. Com isso, ela vai poder continuar a comprir penas da Lava-Jato em regime domiciliar. Adriana Ancelmo pediu esse benefício ao Superior Tribunal de Justiça por conta dos filhos menores de idade.

O filho mais novo de Adriana Ancelmo e Sérgio Cabral completa 12 anos no próximo dia 17 e mesmo assim a defesa pediu para que ela seguisse no regime domiciliar.

A defesa da ex-primeira dama havia solicitado a revogação da prisão preventiva, mas Gilmar Mendes atendeu a outra solicitação, de deixar Ancelmo em casa.

Os advogados justificaram que Adriana Ancelmo não apresenta perigo à sociedade.

Fonte: Rádio BandNews

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.