Adoçantes artificiais: uma boa escolha?

Um excelente estudo foi publicado em 17 de setembro de 2014 na Nature, uma das revistas científicas mais renomadas do mundo. Este estudo trata sobre os efeitos do consumo de adoçante sobre nossa microbiota intestinal e saúde.

O artigo demonstrou uma relação entre o consumo dos adoçantes não calóricos (aspartame, sacarina e sucralose) e a piora da tolerância a glicose, quadro que leva ao aparecimento do diabetes. E o que podemos perceber é que, justamente, as pessoas que fazem o uso do adoçante são aquelas que visam ajustar suas taxas de glicose sanguínea. Além do mais, pessoas que estão no processo de emagrecimento também o utilizam como forma de substituição ao açúcar com a justificativa de não serem absorvidos pelo nosso organismo. Porém, isso não quer dizer que ele não seja prejudicial a nossa saúde e gere efeitos sobre o nosso organismo, e foi exatamente isso que o estudo demonstrou.

De acordo com a análise da microbiota intestinal, foi constatada que a sacarina, um adoçantes estudado, respondeu de modo diferente sobre alguns organismos. A sacarina é considerada um edulcorante sem caloria, uma vez que não é decomposta pelo nosso corpo. Isso significa que durante a digestão, ela passa pelo corpo sem ser digerida e, portanto, não fornece calorias nesse processo. Um dos métodos utilizados para avaliar seus efeitos foi o transplante de fezes, no qual é coletado o conteúdo intestinal de um “doador” e transplantado em um organismo “receptor”. Os doadores foram tanto humanos quanto animais que consumiam sacarina e os receptores foram camundongos sadios. Demonstrou-se então, que a resposta a intolerância a glicose, induzida pela sacarina, foi dependente da microbiota intestinal. Ou seja, nem todas as pessoas estão susceptíveis a esse efeito prejudicial dos adoçantes, vai depender de como sua microbiota intestinal é composta.

Este estudo foi bem complexo e há muita coisa a ser ressaltada, porém a conclusão que podemos tirar é que devemos ter cautela no consumo de adoçantes. Como sempre digo, a melhor coisa a se fazer é adptar o nosso paladar ao sabor natural dos alimentos, assim conseguiremos abandonar o uso do açúcar sem precisar utilizar o adoçante como substituto.

Lara Rosalino, Nutricionista – CRN 18100218

[email protected] – (22) 998687477

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.