Banner-720x91_1.gif

A semana que a cidade parou

-

- Siga o nosso Instagram -

A semana que de iniciou com a marca dos 100 dias de governo de Wladimir, foi marcada por protestos, manifestações e piquetes em diversos pontos da cidade pelos mais distintos motivos. Das marisqueiras aos empresários, o governo Wladimir não agrada e vai pelo mesmo caminho do governo Rafael: o da arrogância.

O prefeito Wladimir Garotinho em uma entrevista durante a semana disse que “críticas são importantes, fazem parte do protesto democrático”. Mas quem o crítica, ele desmerece e não entende que se todos os setores estão descontentes, o problema está na forma como ele inicia a condução do seu governo. Nem a gestão de Rafael Diniz, tão contestado e rejeitado, tivemos os 100 primeiros dias tão catastróficos como estamos vendo atualmente.

- Informe Publicitário -

No governo Wladimir não existe ação, mas sempre tem reação. Todo dia é um incêndio diferente, seja interno ou externo. A equipe do prefeito vive batendo cabeça, e a falta de comando é evidente. O final não poderia ser diferente. Com 100 dias, o resultado foi não ter resultado.

No passado recente da cidade, vimos um governo apático que deixava de tomar atitudes e o interesse do cidadão não era prioridade. Mas no governo Wladimir já é diferente. A vontade e o ego do prefeito falam mais alto do que qualquer outra prioridade que possa existir. Uma gestão que se inicia dessa forma é fadada ao fracasso.

Nessa aventura dos garotos que brincam de governar, quem sai perdendo é o cidadão campista.

- Informe Publicitário -

A semana que a cidade parou

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Informe Publicitário -

MAIS LIDAS

Leia tambémRELACIONADAS
Destaques