BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

A incoerência no discurso de Wladimir para aprovar o pacote de maldades na Câmara

Ameixa-659bc44db0d57fb28.gif

O prefeito Wladimir Garotinho usou na última sexta-feira (21), o seu perfil no Twitter para argumentar a favor do ‘pacote de maldades’ que será votado na próxima semana na Câmara de Campos. Como principal argumento, o prefeito alega que por orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a Prefeitura será obrigada a cortar bonificações dos servidores da Saúde, o que economizaria cerca de R$ 4,5 milhões por mês. Caso não faça isso, Wladimir afirma que o próximo passo seria a demissão de servidores.

No entanto, além da informação não ser verdadeira, Wladimir segue indo diretamente na contramão do que orienta o TCE. Baseado na lei de responsabilidade fiscal, o gestor só pode demitir funcionário concursado se não houver mais saídas para corte de custos, entre elas, a demissão de todos os cargos comissionados e temporários da esfera pública municipal. No momento Wladimir prefere cortar na bonificação dos servidores da Saúde e deixando os comissionados no seu governo.

- Advertisement -

Para piorar, o prefeito vem ‘barganhando’ cargos no poder executivo em troca de votos favoráveis na Câmara. Existem relatos de negociações envolvendo o comando de UBS e vagas de emprego – seja como RPA ou DAS – em diversas secretarias. Tem vereador que para votar favorável ao pacote de maldades pediu que o prefeito quite débitos entre a Prefeitura e uma empresa privada que prestou serviço para o município. Tudo isso geraria mais despesas aos cofres públicos, mas parece que para o prefeito isso seria indiferente.

E como cereja do bolo, para ser ainda mais incoerente com o discurso, na mesma semana em que Wladimir manda para a Câmara um pacote de maldades, onde diz seguir orientação do TCE, ele também pressiona vereadores a votarem contra a rejeição das contas da sua mãe, Rosinha Garotinho, que foram reprovadas pelo TCE em 2018. Ou seja, quando se trata de algo que irá favorecer o seu grupo e a sua família, Wladimir desrespeita o TCE. Quando é uma pauta que irá prejudicar o servidor da Saúde, o prefeito quer seguir a orientação da corte.

Enquanto Wladimir tenta proteger a sua família, a população segue agonizando durante a maior crise sanitária da história recente da humanidade.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS