“A desculpa é a arma dos incompetentes”, diz Alvaro Oliveira e Fred encerra sessão após confusão na Câmara

Como já era esperado, a sessão desta terça-feira (28) na Câmara de Campos foi quente. O vereador Alvaro Oliveira rebateu as acusações e ofensas feitas pelo vereador Genásio na última quarta-feira, onde até a família do vereador foi citada. Além disso, Alvaro ainda citou ameaças sofridas por ele e sua família. Em seguida, bastou o líder do governo subir a tribuna para que o presidente da Câmara, Fred Machado, encerrasse a sessão pelas fortes vaias e manifestações contra o vereador.

Alvaro Oliveira começou a sua fala rebatendo as falas de Genásio e Cláudio Andrade, onde foi criticado por ter deixado o plenário na última quarta-feira por motivos pessoais. “Muito me entristeceu, saber que após deixar a sessão por motivos particulares, fui atacado covardemente, e minha família também. Que fique claro, nunca me incomodei com debates acalorados. Porém, dessa vez passaram de todos os limites e foram muito além do debate político. Falaram inclusive que eu sou contra a população de Campos, será mesmo? Eu votei contra o fim do Cheque Cidadão, contra o fim da Passagem Social, contra o fim do Restaurante Popular, contra o aumento da taxa de iluminação, contra o reajuste de 10% para Águas do Paraíba. Eu que sou contra a população?”, justificou Alvaro




O vereador continuou rebatendo os ataques, inclusive revelando ameaças. “Para piorar, fui ameaçado e digo em alto e bom som: Ameaças não vão me calar, mas é bom que a população e as autoridades saibam quem são os ameaçadores. Não acredito que a instituição da Polícia Militar vai aceitar que a sua farda seja usada para ameaçar ou coagir alguém, seja lá quem for”.

Alvaro também rebateu Genásio quando o líder do governo disse que ele não era “digno de ser vereador”. “Aos que menosprezaram os 1.960 votos que obtive. Não me esqueço que não sou vereador apenas dos que votaram em mim, e sim, sou vereador dos 500 mil habitantes, principalmente dos mais carentes, dos excluídos e dos que não conseguem voz para os seus problemas”.

O vereador concluiu citando uma matéria que causou a confusão da última semana, “Tenho certeza que alguns vereadores aqui entendem que o ataque é a melhor defesa. Enquanto isso, afirmo: a desculpa é a arma dos incompetentes. Tudo isso se deu por uma matéria que publiquei, com o título ‘O navio está afundando, senhor prefeito?’. Eu errei grosseiramente, eu deveria ter dito: ‘Enquanto o iate do prefeito navega nas águas claras de Búzios, o barquinho da população afunda”, concluiu o vereador de oposição.

Após a fala de Alvaro, o líder do governo na Câmara, Genásio, também utilizou a tribuna para esclarecer a sua fala na semana passada, onde atacou duramente Alvaro Oliveira. Enquanto explicava a fala, o vereador foi duramente criticado pelos presentes e recebeu grande vaia, o que fez com que Fred Machado, presidente da Câmara, encerrasse a sessão desta terça-feira. “Os assuntos que tiverem que ser discutidos e debatidos, que sejam feitos de forma interna. E aquilo que for discutido, que faça quando o vereador estiver presente. O respeito é a porta de entrada e a porta de saída”, disse Genásio antes de ser interrompido por Fred.

“Vocês parecem que estão com uma guerra com o legislativo, com pessoas que estavam aqui tentando… Está encerrada a sessão”, disse Fred. A medida adotada por Fred gerou grande revolta nos presentes, principalmente aos servidores que fizeram uma manifestação às 16h em frente a Câmara e estavam presentes no plenário.

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.