fbpx

Com Bitcoin estável, Ethereum recua e altcoins estendem perdas com maior aversão ao risco; GMT desaba 20%

Publicado dia

- Advertisement -

O Ethereum (ETH) cai novamente mais que o Bitcoin (BTC) nesta sexta-feira (27) e puxa nova baixa de altcoins, como são chamadas as criptomoedas além do BTC. Nas últimas 24 horas, o ETH recua 3,1% e atinge perdas semanais de 12,1%, bem menos do que os 4,3% perdidos pelo Bitcoin, negociado próximo da estabilidade nas primeiras horas desta sexta-feira (27) após ceder para US$ 28 mil ontem e recuperar rapidamente o patamar acima de US$ 29 mil.

Demais criptos vão ainda pior que o ETH e várias recuam dois dígitos, como ApeCoin (APE), THORChain (RUNE), Elrond (EGLD) e Loopring (LRC), que cedem perto de 10% hoje. Já a Solana (SOL) cai 6,8% em aparente reação à crise no Stepn (GMT), projeto move-to-earn que paga pela prática de exercícios que despenca 20% após a empresa anunciar que irá bloquear o app na China em possível cessão à pressão regulatória.

- Advertisement -  

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Segundo analistas, o movimento fraco de altcoins tem a ver com uma nova onda de aversão ao risco dentro da classe de ativos, com investidores movendo capital de criptos menores para o BTC, ou para stablecoins. Com isso, o indicador de dominância do Bitcoin, que mostra a participação no valor de mercado geral das criptomoedas, volta a subir e alcança os 44% – uma pista de que que altcoins estão sendo vistas por traders como ainda perigosas do que o usual.

“Não é surpresa para mim que as pessoas estejam recuando das criptomoedas”, disse JJ Kinahan, vice-presidente e estrategista-chefe de mercado da plataforma de negociação Tastytrade. “O Bitcoin, provavelmente a criptomoeda com o nome mais estabelecido entre os investidores de varejo, é aquela em que as pessoas confiam para aguentar [o momento turbulento].”

Repetindo o começo da semana, as criptomoedas também se movem em sentido contrário ao da Nasdaq, reduzindo, ao menos momentaneamente, a alta correlação de ativos digitais com ações de tecnologia vista desde o segundo semestre de 2021.

A Nasdaq registrou alta expressiva de 2,6% ontem, liderada por Tesla e Amazon, e o S&P 500 subiu quase 2%. “O S&P está tentando passar dos 4.000 [pontos], enquanto o Bitcoin está tentando romper os US$ 30 mil. São pontos muito importantes, muito correlacionados com a confiança no mercado e no Bitcoin e ativos em geral”, disse Kinahan, da Tastytrade.

Assista: Tudo o que você precisa saber para declarar criptos no Imposto de Renda

Em termos de análise gráfica, a nova queda do Ethereum representou a perda de uma média móvel de 40 semanas em relação ao Bitcoin. Segundo o analista Damanick Dantes, do CoinDesk, a criptomoeda pode enfrentar uma queda ainda maior, semelhante ao que ocorreu durante o bear market de 2018.

Da mesma forma, a dominância do Bitcoin acelerou no início deste mês e rompeu acima de uma tendência de baixa de um ano, sinalizando condições de risco no mercado de criptomoedas – daí traders estarem se desfazendo de posições em altcoins neste momento.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h13:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horasBitcoin (BTC)US$ 29.035,53-0,6%Ethereum (ETH)US$ 1.782,49-3,1%Binance Coin (BNB)US$ 300,30-4%XRP (XRP)US$ 0,396351+1,2%Cardano (ADA)US$US$ 0,463043-5,5%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horasChain (XCN)US$ 0,169772+62,6%Ethereum Classic (ETC)US$ 23,00+4,7%Neo (NEO)US$ 11,11+3,5%Flex Coin (FLEX)US$ 5,06+2,9%XRP (XRP)USUS$ 0,396351+1,2%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horasStepn (GMT)US$ 0,938295-20,5%Terra (LUNC)US$ 0,00012754-19,5%Elrond (EGLD)US$ 68,48-14,7%THORChain (RUNE)US$ 2,50-11,9%Loopring (LRC)US$ 0,481019-10,4%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariaçãoHashdex NCI (HASH11)R$ 23,95-3,42%Hashdex BTCN (BITH11)R$ 33,80-2,08%Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 26,08-6,85%Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 21,79-3,41%Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 21,51-6,47%QR Bitcoin (QBTC11)R$ 8,90-1%QR Ether (QETH11)R$ 6,35-7,97%QR DeFi (QDFI11)R$ 3,76-8,51%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (27):

Bitso demite 80 funcionários

A exchange de criptomoedas mexicana Bitso, primeira do setor a atingir status de unicórnio na América Latina, demitiu 80 funcionários ontem.

Em nota, a empresa mencionou como razões para o corte a necessidade de repensar as habilidades necessárias dos funcionários para se mover mais rapidamente na indústria de criptomoedas. “Nossas decisões sobre as pessoas que trabalham em nossa empresa são tomadas com base em nossa estratégia de negócios de longo prazo e para apoiar nossos clientes e nossa estratégia como empresa”, disse a Bitso em comunicado.

A Bitso, que tinha mais de 700 funcionários antes das demissões, ainda lista mais de 60 vagas em aberto em sua página de empregos. A corretora tem mais de quatro milhões de usuários no México, Argentina, Colômbia e Brasil, onde começou operações no ano passado.

Em janeiro, a corretora disse ao CoinDesk que pretende se tornar a maior exchange do Brasil antes do final de 2022. Ontem Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto) anunciou que a Bitso é a nova integrante da entidade.

Dólar digital levaria cinco anos para ser criado, diz vice do Fed

O vice-presidente do Federal Reserve, Lael Brainard, disse ontem que a criação de uma moeda digital do banco central (CBDC) nos EUA provavelmente levaria cinco anos para sair do papel.

Ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, Brainard afirmou que o Fed ainda está estudando a questão e não irá tomar nenhuma decisão antes da aprovação do dólar digital pela Casa Branca e pelo Congresso.

“Leva muito tempo”, disse Brainard, comparando o projeto com o sistema de pagamentos em tempo real do Fed, que levou anos para ser construído e ainda está incompleto. “Pode levar cinco anos para colocar em prática os recursos de segurança necessários, os recursos de design”, apontou.

BNDES e TCU marcam lançamento da Rede Blockchain Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e o Tribunal de Contas da União (TCU) marcaram para a próxima segunda-feira (30) o lançamento da Rede Blockchain Brasil (RBB).

A RBB é uma rede para colaboração de órgãos de interesse público para “explorar as oportunidades e superar os desafios da adoção da tecnologia blockchain” e funcionará em modelo de adesão por outras instituições, desde que submetidos à aprovação de membros, tendo BNDES e TCU poder de veto.

Desenvolvida desde 2018, a rede já vem sendo utilizada em caráter experimental pelo BNDES, TCU, Dataprev, Serpro, PRODEMGE, PRODEST, RNP e CPQD.

Startup brasileira Bitfy é selecionada para programa de aceleração da Mastercard

A Bitfy, startup brasileira que oferece uma carteira de criptoativos, foi selecionada pela Mastercard para participar do programa de aceleração Start Path Crypto, voltado para o setor de criptos, blockchain e ativos digitais.

“A parceria com um gigante como a Mastercard nos permitirá aprender com sua experiência”, diz, em nota, o CEO e fundador da Bitfy, Lucas Schoch.

A vice-presidente de Mercado e Desenvolvimento para América Latina e Caribe (ALC) da Mastercard, Kiki del Valle, destacou que a iniciativa contribui com o ecossistema de moedas digitais. “Como líder em tecnologia, sabemos que desempenhamos um papel fundamental em ativos digitais, ajudando a moldar o setor e mantendo os consumidores seguros”.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

The post Com Bitcoin estável, Ethereum recua e altcoins estendem perdas com maior aversão ao risco; GMT desaba 20% appeared first on InfoMoney.

- Publicidade -

Últimas notícias

Leia também