fbpx

Cheiro de golpe nas eleições das Escolas Municipais

O campista está assistindo a guerra na Câmara de Vereadores de Campos, pelo simples fato do atual presidente Fábio Ribeiro ainda não reconhecer que perdeu a eleição no plenário, onde o conflito vem se estendendo a cada seção desde a desastrosa decisão de antecipação do pleito.

Até aí, nenhuma novidade.

Continua após a propaganda

A questão é que, em Campos, as diretoras e diretores das Creches e Escolas Municipais são escolhidos através da participação da comunidade por meio de eleições, e o mandato dos atuais diretores das escolas tem prazo de validade até o final do mês de abril.

Circula um forte vento de golpe, onde supostamente o governo municipal planejaria não realizar as eleições nas escolas com intuito de deixar que os vereadores façam as nomeações, excluindo a comunidade escolar do processo de escolha.

Vale lembrar que os pais de alunos e os próprios estudantes passaram a participar deste processo de escolha através de decisão do governo anterior, se tornando uma conquista ainda recente para a comunidade escolar.

Como dito, são ventos que circulam pelas escolas, que por sinal, seguem ainda com falta de professores, mediadores, cuidadores, problemas estruturais e sem merenda.

Vamos aguardar as cenas dos trágicos capítulos da história de Campos e torcer para que esta seja uma piada de 1º de abril.

 

- Veja também -

Siga o nosso insta!

Últimas postagens