fbpx

#SigaOCLICK

Rafaela Silva conquista o ouro no Grand Prix de Portugal contra holandesa

Rafaela Silva está de volta ao topo do pódio no judô. A brasileira que não foi aos Jogos Olímpicos de Tóquio por causa de suspensão por doping conquistou a medalha de ouro no Grand Prix de Almada, em Portugal, fechando a participação na competição com belo ippon sobre a holandesa Pleuni Cornelisse.

A primeira medalha do judô brasileiro em 2022 veio em grande estilo, na categoria leve (menos de 57 kg), com belas lutas da campeã olímpica de 2016. A conquista, bastante comemorada e com lágrimas de emoção veio na estreia de Sarah Menezes como técnica, em parceria vitoriosa.

Continua após a propaganda

Em sua segunda competição oficial após os dois anos de suspensão, Rafaela Silva ganhou as quatro lutas em Portugal e se redimiu do retorno oficial, no Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, em novembro de 2021, quando caiu na primeira luta.

A brasileira de 29 anos precisava dos 700 pontos que as medalhas de ouro do circuito mundial proporcionam para voltar a subir no ranking. Atualmente ela estava apenas no 175° lugar. Agora vai para uma posição bem melhor em sua busca para figurar entre as melhores da categoria novamente.

Em Almada, Rafaela Silva abriu e fechou a competição com ippons. Na primeira luta, venceu Evelyne Tschopp, da Suíça, em apenas 34 segundos. Em um duelo mais equilibrado nas quartas de final, superou a checa Vera Zemanova por waza-ari. Na semifinal, após quase dois minutos de golden score, novo waza-ari agora sobre a sul-coreana Eunsong Park.

Diante da jovem holandesa de 22 anos na final valeu a experiência da brasileira. Rafaela Silva fez bem a pegada nas costas e realizou o belo movimento para jogá-la no tatame. Saiu com punho cerrado, apontou as céus e depois fez coração para avisar que está de volta com tudo ao circuito.

Mais lidas

Siga o nosso insta!

44,0k Seguidores
Seguir

Últimas notícias