fbpx

#SigaOCLICK

Ator Tonico Pereira grava produção em Campos neste final de semana

Faroeste Cabrunco trata da relação entre o campo e cidade, locais que contrastam a pobreza dos Cabruncos e o status dos lamparões. Na trama, um misterioso peregrino chega a cidade, dominada por homens autoritários e sem escrúpulos. Sua presença ameaça o poder do general, que comanda toda a região. A esperança do povo é depositada na coragem desse desconhecido, que luta por justiça social e respeito aos menos favorecidos. O conflito está marcado.
Quem será o mais rápido no gatilho?

O curta-metragem será gravado no próximo final de semana, de 28 a 30, em Campos dos Goytacazes. O filme é um western, inspirado no faroeste italiano da década de 60 – Western Spaghetti.

Continua após a propaganda

Partindo dessa premissa, o filme Faroeste Cabrunco quer trazer os clássicos Westerns para Campos dos Goytacazes, uma região que combina com perfeição a vida rural e a urbana. Da mesma forma, a luta por direitos une ficção e realidade, mulheres e homens. O objetivo é apresentar ao público da cidade essa ideia. Assim, a equipe vai registrar o trabalho em áudio e vídeo das visitas as locações, ensaios, leitura do roteiro, gravações e finalização em um documentário de 52 minutos. O público vai acompanhar a realização do filme e o resultado final em uma ação nunca antes feita.

Sobre o elenco, o projeto vai mesclar experiência com juventude ao trazer apenas atores nascidos em Campos. Renato Júnior interpretará Peregrino, o protagonista. Um implacável homem que vaga pelas terras trazendo justiça por onde passa. Tonico Pereira interpretará o antagonista conhecido como O General, um vilão à moda antiga. Tonico é um ator, campista, com mais de 50 anos de carreira, boa parte dela na Rede Globo, onde fez papéis memoráreis. Lívia prado, uma jovem atriz premiada em campos e região, também integra o elenco principal.

Para realizar o filme, os profissionais envolvidos nos bastidores são campistas ou vivem na cidade. Essa preocupação foi para incentivar a produção local de cultura e valorizar a mão de obra que tanto sofreu nessa pandemia. São artistas e técnicos talentosos e nem sempre reconhecidos pela sociedade. O projeto foi aprovado no edital municipal através da Lei Aldir Blanc.

Instagram- https://instagram.com/faroeste_cabrunco?utm_medium=copy_link

Fonte: Jornal da Barra

Mais lidas

Siga o nosso insta!

44,0k Seguidores
Seguir

Últimas notícias