A violência no estado vitimou mais uma criança neste fim de semana na cidade do Rio. Bryan Eduardo Mercês, de apenas seis anos, foi baleado por volta de meia-noite após uma briga de trânsito na Estrada do Campinho esquina com a Estrada de Inhoaíba, em Campo Grande, Zona Oeste. Ele foi internado neste domingo no Hospital Rocha Faria, em Campo Grande, e não resistiu.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o menino deu entrada na unidade em estado gravíssimo. Ele passou por cirurgia, mas teve uma parada cardiorrespiratória por volta das 17h, quando estava sendo transferido para o CTI pediátrico do Hospital Albert Schweitzer.

Segundo o tio da vítima, o mecânico e voluntário da patrulha aérea civil, Edmilson dos Santos, 37 anos, Bryan estava junto com sua irmã, Jullyene Vitória Mercês, de 3 anos, dentro do carro do pai e da mãe. A menina também foi ferida.

“Todos voltavam para casa por volta de meia-noite. Meu primo (pai de Bryan) me relatou que o sinal estava parado e um homem estava se irritando por ele não avançar. Houve uma discussão e, quando o sinal abriu,o homem, que estava num gol branco, colocou o braço para fora do veículo e saiu atirando contra o carro do meu primo”, contou Edmilson.

Jullyene também chegou a ser ferida na perna por um tiro de raspão. Ela segue internada no Rocha Faria e seu quadro é estável.

Segundo informações de familiares, a bala atravessou o tórax de Bryan e ele chegou a ter os dois pulmões perfurados. A Secretaria de Saúde informou que, desde sua internação, Bryan estava muito instável.

O pai, Christian Lopes da Cruz, registrou o caso na 35ª DP (Campo Grande). Nos últimos 10 dias, três crianças foram baleadas e uma morta.

Comente com o seu Facebook