Em reunião realizada na última terça-feira (4), ficou definido como funcionará o sistema de segurança para o clássico Goyta-Cano, que acontece nesta quarta, às 19h. Fora do Estádio Aryzão, o policiamento ficará a cargo do 8ª Batalhão da Polícia Militar. Dentro das instalações, as autoridades campistas contarão com o auxílio do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) que enviará cerca de 15 homens à cidade, como revela o chefe de operações Capitão Márcio Rosa.
– Nós contaremos com o apoio de cerca de 15 homens do GEPE. Eles irão complementar a segurança na parte interna do estádio. Na parte externa, ficará totalmente a cargo do 8º BPM. O principal objetivo é proporcionar o melhor trabalho ao torcedor campista que irá assistir o clássico – disse Márcio ao portal NF Notícias, explicando também como será o posicionamento de cada torcida, reforçando a segurança no entorno.
– Já foi estabelecido que a PM vai reforçar o policiamento nos locais de concentração das torcidas organizadas. A torcida do Goytacaz deve ficar na Praça da Lapa e os torcedores do Americano devem ficar na Praça do Parque Santo Amaro. Ficaremos nesses locais desde a concentração, até o deslocamento das torcidas – concluiu.
Com uma provável maioria alvianil no estádio, já que tem direito a 70% dos ingressos, Goytacaz e Americano se enfrentam nesta quarta-feira (5), às 19h, pela semifinal da Taça Santos Dumont. Uma partida decisiva em um dos maiores clássicos do interior de todo o Brasil que volta a acontecer, neste patamar, após 14 anos
Comente com o seu Facebook