O advogado Fernando Augusto Fernandes não atuará na defesa de Anthony Garotinho e demais réus da ‘Operação Chequinho’, é o que ele afirma em nota neste domingo (02). A nota, que inicialmente era apenas para advogados de seu escritório, ‘vazou’ antes de seu comunicado oficial, que será nesta segunda (03).

Na última terça (27), Fernando e Garotinho tiveram uma discussão durante a audiência de Garotinho, onde por um momento, Garotinho chegou a demitir o advogado, mas Garotinho voltou atrás e continuou com o advogado.

Fernando que é um dos melhores criminalistas do país, tem diversos clientes envolvidos na operação Lava-Jato, como Paulo Okamotto, presidente do Instituto LULA. Por sinal, Fernandes participou da audiência do depoimento do presidente Luis Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro.

E-MAIL ‘VAZADO’
“Inicialmente registro que foi um orgulho, meu e de minha banca , lutar pelos direitos e pela liberdade no caso que fiquei responsável em Campos. Neste tempo colecionamos esforços e vitórias, soltamos a todos, conseguimos revogar o afastamento dos vereadores e terminar com a censura de Garotinho. Na data de ontem recebi comunicação de revogação dos poderes conferidos por Garotinho. Assim devo também, na segunda, renunciar o patrocínio de todas as causas conexas. Permanece a amizade e admiração. Estarei sempre de portas abertas para receber os amigos, amigas e colegas que fiz nesta jornada. Abraços Fernando Augusto Fernandes.”

Comente com o seu Facebook