O SindipetroNF recebeu uma denúncia sobre a ocorrência de um acidente com alto potencial de risco, a bordo da plataforma NS-31.

Pelo o que o sindicato pôde apurar, um cabo de perfilagem rompeu em meio a uma operação complexa, causando uma acidente que, entre outras consequências, expôs a vida dos trabalhadores envolvidos.

Vale ressaltar que a maioria da a equipe oficial de WP da Halliburton Bacia de Campos enfrenta uma greve justa e cada vez mais forte, graças a intransigência da empresa em não negociar com os trabalhadores depois de cometer uma série de ilegalidades como, entre outras coisas, cortar direitos conquistados na greve de 2011 de maneira unilateral e ilegal.

Assim, o SindipetroNF averiguou que as pessoas responsáveis pela complexa operação WP a bordo da NS-31 não estão ambientadas aos equipamentos e local de trabalho e, o mais grave, o NF constatou que um dos funcionários está a bordo com suas férias em andamento há mais de três dias.

“No afã de cumprir prazos, a empresa descumpre a lei e expõe a vida de todos trabalhadoras e trabalhadores a bordo”, ressaltou o Coordenador Geral, Marcos Brêda. “O que esse sindicato pede é justiça e aplicação da lei. Precarizar o salário dos trabalhadores é crime e colocar funcionários sem a devida experiência em seus períodos de férias também”.

“Cada dia que passa, temos mais consciência da importância da nossa greve e da coragem dos trabalhadores e trabalhadoras envolvidos no movimento paredista, afinal, é importante a classe trabalhadora se unir nesse momento tão complicado, inclusive, para garantir a segurança em seus locais de trabalho”, concluiu Brêda.

O SindipetroNF irá acionar os órgãos responsáveis contra mais essa a ilegalidade e espera que a justiça seja feita para garantir a segurança e a saúde de todos e todas a bordo da unidade.

Fonte: SindipetroNF

Comente com o seu Facebook