O juiz Ralph Manhães concedeu ao ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, a autorização para poder vir até a cidade de Campos durante este final de semana para passar o dia das mães junto de sua mãe, a dona Samira, de 85 anos.

Na decisão, o juiz deixou claro que Garotinho não poderá ter nenhum tipo de contato com testemunhas ou réus na ação penal do caso do Chequinho, que apura uma suposta irregularidade durante o último período eleitoral, onde existe a suspeita de compra de votos envolvendo o benefício do Cheque Cidadão.

Além disso, Garotinho só poderá vir à Campos a partir das 15h do sábado (13), e assim mesmo, deverá contar com a fiscalização da Polícia Federal; “Fica autorizada à Polícia Federal fiscalizar o cumprimento desta decisão. Qualquer descumprimento desta determinação importará em quebra da medida cautelar imposta ao denunciado”, destacou na decisão.

Garotinho deverá ficar em Campos até o final do domingo (14). O benefício é semelhante ao indulto de dia das mães, que é dado aos prisioneiros que possuem bom comportamento durante o cumprimento da pena.

Comente com o seu Facebook