Da segunda quinzena de fevereiro até o final do mês de março, o Departamento de Transportes da secretaria de Saúde conseguiu recuperar pelo menos 15 ambulâncias que foram encontradas quebradas. Segundo o chefe de Transportes, Fabiano Martins dos Santos, quando a atual gestão assumiu a Secretaria, foi observado que alguns veículos chegaram a ficar parados por quatro meses. Fabiano ressaltou que, para dar agilidade ao reparo de ambulâncias, fiscalizações diárias são feitas junto à empresa que fornece os veículos e, além disso, foi estabelecido o envio de relatório de todos os encarregados de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) sobre eventuais transtornos com ambulâncias.
Na última semana, o Departamento de Transporte entregou ambulâncias nas unidades de Lagoa da Pedras, Parque Prazeres, Santa Cruz, Ponta da Lama, Conselheiro Josino, Lagamar, Centro de Saúde de Guarus, UPH de Guarus, Sapucaia, Tapera e Babosa. Esta semana, até quarta-feira (5), Fabiano disse que o Hospital São José, a UPH de Ururaí, UBS de Morro do Coco, Poço Gordo, Santo Amaro e Conceição do Imbé, vão receber os veículos.
— Herdamos um problema sério com a frota de ambulâncias. Não existia uma fiscalização efetiva e o serviço começou a ficar desassistido. Então, com a nova gestão, isso foi mudado. Diariamente, estamos em contato com a empresa Prime, responsável pelo fornecimento das ambulâncias, para que o trabalho possa ser feito da melhor maneira possível, evitando maiores transtornos. Nessa fiscalização, contamos com a ajuda também dos encarregados das UBSs que nos enviam relatórios sobre o estado dos veículos — afirmou Fabiano.
 
Economia – A Prefeitura de Campos renovou contrato com a empresa Prime, responsável pelo fornecimento de ambulâncias, e renegociou os valores, que teve o custo reduzido em 20%. O extrato de contrato foi publicado no Diário Oficial do dia 20 de fevereiro. Com a redução dos valores, a Prefeitura vai economizar R$ 386.684.000 (trezentos e oitenta e seis mil, seiscentos e oitenta e quatro reais), por mês, e R$ 4.640.000 (quatro milhões e seiscentos e quarenta mil reais), por ano.
Ainda de acordo com o chefe de Transportes, outra medida que foi estabelecida neste ano foi o desconto de valores nos dias em que as ambulâncias não atenderam suas respectivas unidades, por problemas mecânicos. Fabiano Martins ressaltou também que, na atual gestão, todo o valor de repasse para a Prime está em dia.
Além das ambulâncias para atender as UBSs, Fabiano informou também que neste ano foi disponibilizado uma UTI móvel totalmente equipada para ficar a disposição do Hospital Ferreira Machado, 24 horas por dia, e uma van para atender o setor de Tratamento Fora Domicílio que leva pacientes para tratamento em outros municípios como o Rio de Janeiro.
Cara nova – Além de terem sido reparadas, as ambulâncias começaram a receber novos adesivos.
— Dessa forma será mais fácil para as pessoas identificarem as ambulâncias que prestam serviço para a Prefeitura e também para dar um visual melhor — comentou Fabiano.
Comente com o seu Facebook