Na decisão em que cassou a chapa de Luiz Fernando Pezão e de Francisco Dornelles hoje, o TRE do Rio de Janeiro decidiu que deverá haver novas eleições diretas no estado, caso seja mantida a condenação pelo TSE.

Luiz Fernando Pezão permanecerá no cargo até a decisão definitiva (trânsito em julgado), pelo TSE.

O governador poderá recorrer três dias após a publicação da decisão. Ainda é possível que sejam apresentados embargos de declaração (para clarear pontos da decisão), no âmbito da Justiça eleitoral estadual.

Comente com o seu Facebook