Metade, mais um, da bancada do chequinho”, como ficaram conhecidos os vereadores da aliança governista, eleitos com utilização criminosa do programa cheque-cidadão, conforme denúncia do Ministério Público, em Campos, exerce, sem maiores percalços o mandato de vereador na Câmara, enquanto os 5 não diplomados foram impedidos de tomar posse no último dia 1°.

No entanto, não há nada resolvido ainda, do ponto de vista jurídico, uma vez que nem os diplomados e os não diplomados têm contra si sentença da Justiça Eleitoral.  Caso a decisão do juizo for desfavorável à todos ou a alguns dos que receberam os seus diplomas, a formatação da atual Câmara Municipal pode sofrer nova e significativa mudança.

Com o fim do recesso do judiciário, esta pendenga que envergonha a sociedade, o esquema eleitoral que fraudava o programa social para beneficiar candidaturas oficiais, chegará ao seu destino.

Comente com o seu Facebook